dimarts, 15 d’abril de 2014

BIOGRAFIA DO BATE NA MÃE E DÁ-LHE CABO DOS NAMORADOS - ALSO NOMINE DE DOM AFONSO O HENRIQUES PRIMEIRO UNGIDO POR DEUS NESTE PAÍS DE MOITAS E DE RELVAS - POR DÁ ÁS VILLAS DIOGO Ó FREITAS DOS AMARAIS AMORAIS DOS MARAUS E TAES

O autor deste livro não é um historiador mas escreveu E LANÇOU ESTE livro 

sobre História OU SOBRE BIOGRAFIA DUM GAJO ISSO DEPENDE DAS OPINHÕES

QUE NUM PAÍS ONDE SÓ FINDAÇÃO OU FUNDAÇÃO LANÇA LIVRO COM SUSEXO OU 

MESMO COM sucesso QUE SEJA LIDO POR ALGUÉM OU MESMO COMPRADO SEM 

SER MILAGRE DE FÁTIMA SÓ POR MILAGRE D'OUTRO DEUS OU MÃE DE SANTO 

ENFIM ATÉ CÓMICO se publicou em Portugal nos últimos anos LOGO ....

Além de ter sido o fundador da nossa DÍVIDA E NECESSidade, D. Afonso Henriques

 teve uma vida longa COMO QUASE TODOS OS CABRÕES QUE FORAM CHEFES DE ESTADO A QUE CHEGÁMOS OU PARTIMOS NESTA CAPÓIA DE PAÍS  e muito preenchida: Batalha de São Mamede, campanhas na Galiza, Batalha de Ourique, conquistas de Santarém e Lisboa, desastre de Badajoz, etc., etc. 
Por isso, muito me admira que quase ninguém escreva SOBRE ELE SE CALHAR TÊM MEDO QU'ELE VOLTE POIS MATOU MUITA GENTE

É UM DOS GRANDES SERIAL KILLERS DESTA NAÇÃO MAÇÃO

Só há cerca de dez anos começou a surgir literatura mais diversificada sobre o nosso primeiro DAMO OU DAIMO OU DÁS-ME A MASSA OU CORTO-TE TODO
 O DOUTOR MINISTRO QUASE PRESIDENTE DA PIOLHEIRA Professor Digo Freitasl, autor de uma biografia publicada pela Bertrand em 2000, 
lamentava, no texto da contracapa: "como será que, sabendo Portugal quem foi o seu primeiro rei (...) não há sobre ele uma boa biografia, uma boa tese de doutoramento ou de mestrado, um filme ou uma peça de teatro, uma série de televisão?" 
Uma boA PHODA , felizmente, já existe. 
porque será que ainda não se fizeram dois ou três filmes, algumas peças de teatro, uma série de televisão e, pelo menos, dez romances históricos sobre D. Afonso Henriques? 
DOM AFONSO DÁ UMA ABADA A AFONSO O SEXTO OU VI RECENTEMENTE AUTO-PROPOSTO IMPERATOR DE TODA A HISPÂNIA OU MESMO ESPAÑA 
1137 CONQUISTA-LHE O SUL DA GALIZA TORONHO E LIMIA  PROVÍNCIA CUJAS CIDADES TUY E CHAMA AOS GALEGOS
PORTUCOISOS 

DERROTA O AMANTE DA MÃE À CHAPADA E CORTA-LHE O COISO 
NA BATALHA DE CERNEJA

 Não descurando os seus feitos guerreiros, interessavam À RALÉ , acima de tudo, os aspectos da sua vida privada, perguntava-me como seria D. Afonso Henriques na intimidade, que mulheres FODEU OU QUE HOMOS AMOU , que conflitos o dilaceraram. 
OS MOUROS ATACAM A SUL Mal sabiaM no que Se estavaM a meter! Enfim, passando por cima de pormenores que não vêm ao caso, TOMAM O CASTELO DE LEIRIA 
SALVEM O CASTELO GRITAM OS AMIGOS DO CASTELO
MORRENDO DE ARMAS OU DE PAU NA MÃO 
240 CAVALEIROS CAVALGADURAS E HOMENS A PÉ QUE SE SOMARAM 
SÓ PRÁ LISTA DE BAIXAS PRÓ EMIR SER MAIOR
CHÃO DE OURIQUE A NORTE DO CARTAXO EM 1139 DERROTA TAMAR OU TIMUR OU TÁ MALI QUE FOGE MAS VOLTA A OCUPAR LEIRIA EM 1140
E ALUGA UMAS CABANAS NA FOZ PARA IR A BANHOS EM 1141 
POIS SÓ SE LAVAVAM EM ANOS COM UM...NO FIM

 D. Afonso Henriques, numa fase da sua vida, ter pertencido aos Templários OU A UMA LOJA MAÇÓNICA E TENTA TOMAR LISBOA EM 1140 SOZINHO E EM 1142 COM O AUXÍLIO  DOS CRUZADOS FRANCESES MAS A GUARNIÇÃO DE 15000 FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DA CÂMARA DE LISBOA DIFICULTAM-LHE A VIDA E  NÃO TEM O APOIO DOS PARTIDOS E NINGUÉM SE QUER ENTALAR POR ELE PERDENDO PARA O MOURO NA COSTA . O 1º volume dos "Grandes Enigmas da História de Portugal", publicado , dedica um capítulo a este tema: COMO TOMAR LISBOA SEM METER 12 A 15000 PORTUGUESES NAS URNAS....


Na verdade, o facto de D. Afonso Henriques ter tido o seu primeiro filho apenas com cerca de trinta anos, já levou muitos historiadores a questionar a razão para tal. E, na carta de doação do castelo de Soure aos Templários, em 1129, o primeiro rei português dizia: "... e porque na vossa Irmandade e em todas as vossas obras sou Irmão." Os Templários, além de serem guerreiros, eram monges e cumpriam um voto de castidade. ERA LIXADO MAS MESMO ASSIM FODIAM QUE SE FARTAVAM AS MOURAS 
PARA AS CRISTIANIZAR E SALVAR-LHE AS ALMAS

Uma outra ideia seria esse seu primeiro filho, ilegítimo, D. Fernando Afonso, nascido à volta de 1140, quinze anos antes do infante D. Sancho. Pouca gente sabe que ele terá lutado pelo seu direito de suceder ao pai...E POUCA GENTE SE INTERESSA É COMO O 25 DE ABRIL


Na sua biografia de D. Afonso Henriques, o Professor José Mattoso fala na "existência de tensões ou conflitos, talvez mesmo conflitos graves", pois "a derrota e a diminuição física de Afonso Henriques no desastre de Badajoz criaram no reino um ambiente de apreensão". Mais: depois de um exílio no estrangeiro, onde terá chegado a ser grão-mestre da Ordem do Hospital, D. Fernando Afonso regressou ao reino em 1206, já D. Sancho I era rei e, ainda citando José Mattoso: "... foi envenenado em 1207, num contexto que parece quase de guerra civil. Ou seja, os ódios que envolveram Fernando Afonso e o levaram ao exílio permaneceram insanáveis até à sua morte, quase quarenta anos depois".MAIS OU MENOS COMO A CRIME IN CRIMEAN TIMES

.

Adenda:
Os meus caminhos, para já, levam-me para outros destinos, mas já fiquei a saber coisas que desconhecia. Com que então um filho ilegítimo? Nesta temática dos reis talvez fosse giro ver quantos reis não tiveram filhos ilegítimos :) Aqui fica mais uma ideia.
Muito poucos, amigo Jota. Da Idade Média, só do rei D. Afonso IV, filho de D. Dinis, não temos notícias de filhos ilegítimos.

D. Afonso Henriques teve, com certeza, três, talvez quatro; seu filho D. Sancho I, entre legítimos e ilegítimos, teve cerca de 20 filhos.

Aliás, os ilegítimos chegaram a fazer parte da estratégia política de certos monarcas. D. Afonso III e seu filho D. Dinis casavam os seus bastardos com elementos da alta nobreza, mantendo assim as famílias poderosas ligadas à casa real, assegurando-se da sua fidelidade.
Não se esqueçam que há época não havia Têvê nem camisas-de-vénus, nem electricidade...
Poranto fazia-se o quê ?




Com efeito Freitas do Amaral, 

político e professor de Direito, escreveu UM  livro 

Desde o nascimento de D. Afonso Henriques, em 1009, até à sua morte, em 1185, 

o que de mais importante se passou nos meandros tanto das lutas políticas, como nos 

OUTROS LADOS 

UMA OBRA COM QUATRO CANTOS E SEM GOLOS

2 comentaris:

  1. Luke, i'am your uncle Ben16 d’abril de 2014 a les 10:28

    "The Death Star, if you think about it, was a massive waste of engineering talent."

    Balancing opportunity cost of doing it against opportunity cost of not doing it, I say it wasn't a massive waste of engineering talent.

    Reply
    Replies

    Jefftopia4:32 PM
    "The Death Star, if you think about it, was a massive waste of engineering talent."

    Balancing the opportunity cost of doing it against the opportunity cost of building a new Chewbacca planet after theirs was destroyed, I say it was a huge waste of engineering talent. QED.

    RIP Chewbacca.


    Call me Luke. i'am your father1:26 PM
    no, they don't build new planets.only small metallica or heavy metal moon's, hollow ones. and the anti-gravity system they have seems a little bit....you know

    ResponElimina
  2. Octopuses taste nicer than humans1:40 PM
    The high conversion rate of finantial assets: bonds, shares,and others like sharecropper options (futures in tense) allowed markets to grow in this 30 last years, but they lost the trad-off of a slower and sustentable growth for a explosive growth and crash,,,,this is predatory path and the returns are more economic wars
    in this century, we have more economic wars and crash's than in the first 13 years of the XX.th....

    ResponElimina